Projecto Nyalutanda Verde

Reunião para Implementação do Projecto Nyalutanda Verde

 

 

Decorreu hoje, 22/01/2018, nos escritórios da sede da ARA-Zambeze a reunião para discussão da implementação do projecto Nyalutanda Verde, que visa medidas integradas para evitar o escoamento de águas negras para o Vale de Nyalutanda, na cidade de Tete.

 

 

 

 

 

 
Estiveram presentes para além da ARA-Zambeze, o Conselho Municipal da Cidade de Tete, FIPAG de Tete, Direcções Provinciais de Agricultura e Segurança Alimentar; Terra, Ambiente e Desenvolvimento Rural; Obras Públicas, Habitação e Recursos Hídricos; Recursos Minerais e Energia; os Serviços Distritais de Actividades Económicas da cidade de Tete (SDAE); e o Secretário do Bairro Mateus Sansão Mutemba.

 

                                                 

              

O Vale de Nyalutanda, localizado entre os bairros Josina Machel, Filipe Samuel Magaia e Sansão Mutemba, na cidade de Tete, é de extrema importância por ser onde se localizam os furos de captação de água para abastecimento urbano.


O Estudo Hidrogeológico do Vale de Nyalutanda teve início em 2015, com o objectivo de conhecer a quantidade de água existente nos lençóis freáticos. O resultado apontou para existência de água em quantidade satisfatória devido ao contacto do Vale com o rio Zambeze por meio do lençol freático. Entretanto a água existente está ameaçada devido ao mau uso do espaço por fecalismo a céu aberto, poluição por águas negras, existência de um mercado no local (Kwachena), remoção da camada de argila para produção de tijolos destruindo assim o aquífero e falta de zonas de protecção efectivas.

 

                                         


Com o projecto Nyalutanda Verde pretende-se plantar árvores, construir balneários públicos, represas para guardar água, espaços públicos melhorados, estação de lamas fecais (extraídas das fossas dos balneários, que a posterior serão usados como fertilizantes orgânicos nos cultivos).


Este projecto é financiado pela VIA-Water do Governo Holandês.