Rede de Estações Hidrométricas

Esta rede permite o monitoramento do regime dos escoamentos na bacia, através de medições dos níveis hidrométricos/Caudais líquidos. Nível hidrométrico é o nível superficial da água de um curso, rio, lago ou albufeira, em relação à uma determinada referência. As réguas são referenciadas perfeitamente a um Marco de Referência (MR) suficientemente protegido contra eventuais danos naturais como cheias, deslizamentos de terreno, ou artificiais como depredações.

 

As leituras hidrométricas são feitas diariamente às 06:00h, 12:00h e 18:00h através de um leitor e transmitidas à ARA-Zambeze, com o objectivo de estimar o caudal, avisar em casos de cheias, delimitar áreas inundadas, projectar  infra-estruturas hidráulicas, captaçar água, etc.

 

A rede de observação hidrométrica da ARA-Zambeze é composta por 113 estações hidrométricas convencionais distribuídas estrategicamente pela Bacia do Zambeze. Das 113 estações, 9 são estações telemétricas que permitem a recepção de Dados Hidrológicos em tempo real, através de leituras em intervalos predefinidos enviadas automaticamente ao servidor dedicado a ARA-Zambeze.

 

As figuras abaixo apresentam (i) o esquema básico de instalação das estações hidrométricas, (ii) rede de estações hidrométricas da ARA-Zambeze e (iii) estação hidrométrica.

 
Esquema de instalação de uma estação hidrométrica

 

 

 Rede de Estações Hidrométricas da Bacia do Zambeze

 

 

Estação hidrométrica instalada sobre o pilar de uma ponte

 


As medições de caudal são feitas através da medição de velocidade da água nas secções de medição com recurso a molinetes hidrométricos e ADCP (Acustic Doppler Current Profiler), permitindo a estimativa de curvas de vazão.

(a) Molinete hidrométrico e (b) medição de caudal através de molinete hidrométrico no rio Moatize

 

 

ADCP M9 usado na ARA-Zambeze

 

 

 

Medição de caudal através de ADCP M9 no rio Zambeze em Zumbu